Tecnologia

De onde vêm os nomes de alguns serviços da web?

Os serviços e empresas da web costumam ter nomes esquisitos.
Não à toa.
Eles precisam ser assim para os internautas jamais os esquecerem.
O mistério é: como esses nomes surgem?
A seguir, revelamos alguns deles.
Bing: o novo motor de busca da Microsoft tem como proposta fornecer informações para os internautas tomarem suas decisões.
Por esse motivo,  Steve Ballmer, diretor-executivo da empresa, pediu um nome curto e fácil de pronunciar em qualquer língua. Deu no que deu. Agora, Ballmer espera a palavra Bing se torne um verbo para pesquisas – como o Google se transformou.
Ning: Gina Bianchini, uma das fundadoras da ferramenta para redes sociais, explica que a palavra “Ning” é curta e doce. Como ela adora a palavra, a registrou.  Ning, no mandarim (idioma chinês), significa “paz”.
Orkut: o nome da rede social que faz sucesso entre os brasileiros já é bem manjado. Ele é o primeiro nome do engenheiro do Google que criou o serviço, Orkut Buyukkokten.
Yahoo!: os fundadores David Filo e Jerry Yang escolheram esse nome para a empresa porque a palavra significa “rude, sem sofisticação, grosseiro”. Não foi a primeira vez que a palavra influenciou pessoas. Jonathan Swift, autor de Gulliver, chamou um dos povos do seu romance de Yahoo.
Vimeo: o nome do site para upload e compartilhamento de vídeos é um anagrama da palavra movie (filme, em inglês). Além disso, é um mistura de video e me (eu, em inglês).
Flickr: o serviço de compartilhamento de fotos tem esse nome porque seus fundadores não conseguiram registrar o domínio Flicker.com (que significa brilho ou centelha). Como gostavam muito da palavra, optaram por Flickr sem a letra “e”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.