Tecnologia

Enquete: Os games violentos devem ser proibidos?

Há alguns meses uma ação movida pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul foi acolhida pelo juiz Flávio Rabello, da 16ª Vara Cível de Porto Alegre, que decretou a proibição das vendas do jogo eletrônico “Bully” no Brasil.
Ele deu um prazo de 30 dias para que sejam suspensas as vendas do game em sites e lojas especializadas de todo o país, sob pena de receber multas diárias de R$ 1 mil.
Há poucos meses após a Justiça já havia determinado a proibição da venda no Brasil dos jogos Counter Strike e EverQuest, em ação movida em Minas Gerais.
Os jogos violentos devem ser proibidos ou isso é censura? Participe da enquete, dê o seu voto e mostre qual é a sua preocupação com o assunto.
[poll id=”10″]

One Comment

  1. Já ocorreu indícios de pessoal matando pessoal na escola devido a jogos, assim como a policia que vasculha o computador da vitima que atirou nas escolas ou em qualquer outro lugar. Na Alemanha um jovem 13 ou 17 anos matou várias vitimas, elas não foram escolhidas ao acaso, era o que aparecia pela frente. Óbvio, violência gera violência, e tanto se houve isso que a violência acaba incutindo na cabeça de qualquer um até um dia dar a vontade.
    A natureza humana nunca foi violenta. Ninguém nasce criminoso ladrão, bastardo, covarde, etc. Depende da educação que se tem na escola, com os seus pais, com quem anda, o que vê e o que faz em relação ao ver. Produtos fabricados com intuição violenta, a violência nunca pode parar de ser pensada enquanto isso existir, e portanto existe a palavra “proibir” estes produtos. Nem deveriam existir também. Nunca houve um argumento fixo para a defesa dos videojogos, tudo o que é violento acaba mostrando violência a outros e as provas estão à vista. Para aqueles que parecem ter tido uma educação especial, é uma maneira de dizer também, não defendem esses jogos e são contra. Para quê violência? Qual o stress a depositar num jogo violento? Violência apenas provoca mais e mais adrenalina na vida, não elimina o stress nenhum. É pena que a maneira de sentir das pessoas não possa ser expressada por palavras, não à grandes maneiras de convencer o pessoal a proibir esses jogos deve-se fazê-lo à mesma pelo o governo. O brasil também aconteceu a mesma coisa, jovens tirando na rua devido a videojogos. Qualquer coisa violenta, é como, penetrar na cabeça, incutir para jogar, e ser uma vitima da cultura social de hoje. E os jogos, estão incluídos na cultura. Vicio mata. A cultura de hoje é vicio. Não tem que ser os pais a terem cuidado com o que compram para os filhos. Eles também vão lá e jogam se eles saberem. O que é necessário é proibir totalmente produtos desses, e fazer uma educação de maneira a por na sociedade, e torna-la mais pacifica e menos violenta. “A educação é a vacina contra a violência”. Os pais não necessitam de dizer, apenas a criança precisa de ter a consciência anti-violenta. E isso, é com uma educação tanto pelos pais, caso saibam ensinar como deve de ser ou então uma escola, não sendo uma qualquer. Hoje em dia, as escolas apenas ensinam o que está nos livros e não ensinam o essencial, como é que eles não querem que as crianças fiquem aborrecidas da vida de hoje e façam outras coisas que acabam piorando? À que mudar a cultura de hoje. Não mudando nada vai mudar. E os problemas de hoje vão continuar a existir. Para mim,joguei GTA pela primeira e ultima vez à dois anos atrás. Não vou dizer a minha idade. Mas quero que fique bem claro um exemplo de um problema que eu tive acerca do incutir na cabeça destes jogos. Até agora, eu ando a estudar para politica. A cultura de hoje não vai ajudar ninguém, a moral está despedaçada no mundo. Como podemos mudar com isto? Pensem. toda a gente nasce com inteligência zero. É desde de pequeno que se torce o pepino. isto quer dizer que a criança aprende tudo e é obrigada a fazer o que quer, enfim etc. Mas se pudéssemos ensinar doutra maneira, talvez os dias de hoje fossem mais calmos. Qualquer tipo de violência a olho nu, acaba espalhando violência, assim como espalhar de boca em boca como se fazia antigamente.
    Nenhum método pode ser posto numa sociedade profundamente doente. Então terão que fazer com o tempo e com cautela e organização. Não ensinar de qualquer forma, mas sim fixamente. Educação igualitária no mundo para o lado bom, e a natureza humana passa a violência a bondade. Seja como for, os governos tem razão proibir. Afecta a moral, mas os futuros não terão conhecimento a não ser da Internet feita em lixo que temos hoje. Nem é segura, qualquer coisa que pesquisemos, estamos logos expostos a maldades. Então mudar a Internet também e construir uma nova web.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.