Tecnologia

Ligue seu carro usando as digitais

Se você acha que a chave não é suficiente para garantir a segurança do seu carro, vai gostar do sensor biométrico Startfinger.

Recém-lançado pela Nitgen do Brasil, ele permite que você ligue o motor usando suas digitais, igualzinho ao que se vê naqueles filmes de espionagem.

A instalação do produto é fácil e leva 40 minutos, podendo ser feita em qualquer loja de acessórios ou som automotivo.

O aparelho é ligado à bomba de combustível do automóvel, imobilizando-a caso não se faça a verificação das digitais. Depois da instalação, você precisa se registrar pela primeira vez no sistema para que seja reconhecido como usuário Master (operador principal).

Para isso, é necessário que o carro esteja desligado. Em seguida registram-se três dedos diferentes: dois para liberar a ignição e outro para ser utilizado como emergência (botão de pânico), desligando o automóvel 10 minutos depois de ativado.

O processo é feito rapidamente por meio de sinais luminosos. O usuário pressiona o botão central, até que a luz verde se acenda. Em seguida, aguardam-se 5 segundos para que o sistema reconheça a operação e comece a piscar, indicando que o dedo pode ser posicionado novamente para confirmação da digital. Depois é só repetir o processo para registrar o próximo dedo. Se essa parte parece mais chatinha, é porque se trata do cadastramento das digitais.

No dia a dia é bem mais simples: você entra no carro, coloca o dedo no sensor, em poucos segundos ele reconhece que você é um usuário cadastrado e libera a ignição.

O sistema ainda permite registrar outros motoristas como usuários comuns, no máximo de até 50 pessoas. Mas como fazer se você deixar seu carro num estacionamento?

Não se preocupe, pois o aparelho possui o modo manobrista: você pressiona o sensor por mais tempo, até que uma luz vermelha se acenda e mostre que o veículo está habilitado para que uma pessoa não cadastrada possa utilizá-lo.

Quando os dedos estão engordurados, sujos ou até mesmo com leves cortes, ele tende a não funcionar corretamente – como alerta o manual. Mas nesse caso era só limpar a digital ou trocar pelo segundo dedo para o aparelho funcionar corretamente. O maior problema do Startfinger é que ele não substitui as chaves: a cada uso, você tem de colocar a chave no contato, girá-la e depois fazer a verificação da digital.

2 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.