Tecnologia

Os 13 sites indispensáveis da internet brasileira – Orkut

Este é o 7º artigo da série “Os 13 sites indispensáveis da internet brasileira“.
Orkut.com – Não tem pra ninguém na internet brasileira. A rede social criada por um programador turco do Google solenemente ignorada em mercados maduros e extremamente populares no Paraguai e na Índia é o principal foco de atenção do brasileiro quando está na rede.
A fixação do brasileiro pelo Orkut é facilmente traduzida em números – segundo o Ibope, o brasileiro passa uma média de 300 minutos mensais navegando no Orkut, com assombrosa penetração de 70% entre os usuários domésticos no Brasil.
Isto significa que, baseado nos 21,4 milhões de internautas registrados pelo Ibope em dezembro de 2007, o Brasil tem nada menos que 15 milhões de usuários do Orkut, número imensamente maior que qualquer outro serviço online.
A fixação tupiniquim pelo Orkut chegou ao ponto em que rivais em potencial se preocupam mais em atacar a rede social do Google que apresentar suas próprias ferramentas. Tanto o MySpace Brasil como a Microsoft não são nem um pouco indiretos nas críticas contra o Orkut em suas iniciativas de rede social no Brasil.
A rica fauna e flora ao redor do Orkut também serve de pretexto tanto para gargalhadas, como propõe o ótimo Pérolas do Orkut, como para processos judiciais, como o Google quase provou no embate com o Ministério Público Federal sobre a identidade de usuários acusados de crimes digitais.
A esperança que rivais no setor de redes sociais cultivam em bater o Orkut sofrerá um duro golpe em fevereiro quando o Google oficializar a integração da rede com a plataforma OpenSocial, informação já confirmada pelo buscador.
Pela novidade, usuários poderão programar aplicativos em seus perfis conforme seus gostos, forma encontrada pelo Google para apostar em uma permanência ainda maior de seus usuários no Orkut.

0 Comments

  1. Fala Eduardo. Muito bom o blog!
    E à respeito do Orkut só posso dizer que ele de fato é uma febre nacional, afinal, o brasileiro adotou o Google. Se não devido aos serviços, mas até mesmo como uma forma de afronta à outros gigantes do mundo digital.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.