Tecnologia

Quando o ponteiro do mouse no Windows Vista está fora do lugar

Quem usa o Windows Vista já notou alguns bugs com modelos de mouse USB e Wireless, como o Logitech MX Revolution, apesar de serem certificados como compatíveis com o Vista.
O Windows Vista consegue detectar os dispositivos externos e instalar os drivers apropriados mas o problema é que a posição do ponteiro do mouse não fica exata, impedindo o mouse de apontar e clicar corretamente.
Por exemplo, quando se abre uma caixa de diálogo do tipo OK / Cancelar, talvez você tenha que clicar fora da área dos botões para conseguir fechar o diálogo.
Você encontra a mesma situação quando tenta redimensionar uma janela ou quando decide fechar ou minimizar a janela – o ponteiro não responde direito porque a localização real é diferente da que você vê na tela.
É o caso do Murilo Carvalho, da Praia Grande, que estava numa situação parecida com o visual Aero do Windows Vista. Ele entrou em contato com o suporte da Microsoft, foi até a loja onde comprou o mouse, recarregou o dispositivo, fez o download dos drivers atualizados, tentou reinstalar todo o sistema, etc, etc e nada funcionou.
Se você é usuário do Windows Vista e está passando pelo mesmo problema com seu mouse, aí vai uma solução simples: Abra as configurações de mouse no painel de controle e altere o esquema do ponteiro de Windows Aero para Nenhum. Só isso.

0 Comments

  1. 3 razões para não comprar o Windows Vista:

    1. O usuário comum não tem qualquer vantagem em comprar o Vista. O Windows Vista não tem o mínimo propósito de avanço, modernidade e muito menos praticidade. O XP tem. E funciona.

    2. Quanto pensamos em Vista, lembramos de uma tranqueira cheia de bugs e travamentos, com softwares caros e pesados.

    3. A grande maioria dos usuários domésticos possui computadores que não atendem às especificações mínimas para rodar o Vista – e se perguntam, devido ao alto custo, à amolação e os riscos de fazer um upgrade (e os outros pontos acima):

    Será que vale a pena gastar esse dinheiro?

    Pensemos nisso…

    Ps.: O blog está de primeira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.