Tecnologia

Sensação do cinema é difícil de reproduzir em casa

A única maneira que eu já vi de se mimetizar completamente um cinema dentro de casa é com o uso de projetores convencionais de cinema e de tela muito grande, isto é, bem acima de 100 polegadas.

E assim mesmo, a melhor simulação para o efeito de visão periférica pretendido só é conseguido com curvaturas acentuadas na tela usada para projeção.

Este fenômeno foi extensivamente estudado, quando da criação do Cinerama®. E todas as telas alternativas subseqüentes, tais como Todd-AO, Ultra-Panavision ou Dimension 150, usaram o mesmo artifício.

Em formato de vídeo a construção ou compra de telas curvas é possível, mas nunca da mesma forma como os formatos acima mencionados. Em função deste singular aspecto, eu me arrisco a dizer que um dos principais benefícios do processo Smilebox, usado para a edição em Blu-Ray do filme “A Conquista do Oeste” é simular com competência a tela ultra-larga e curva do cinema.

Numa tela de vídeo plana ou mesmo ligeiramente curva, o efeito de visão periférica não é o mesmo do que nas grandes telas dos cinemas convencionais. É possível que em telas maiores, com o uso de projetores e lentes adequadas, esta limitação seja diminuída, e com a distância do espectador à tela reduzida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.