Tecnologia

Telas de TV 21:9 – Novo formato divide opiniões

Desde janeiro do ano passado que a Philips foi à imprensa e anunciou que a empresa iria fabricar suas telas LCD em um novo formato: 21:9!

Mais de um ano se passou, e até agora pouco ou nada se viu dessas telas, exceto que este ano a Philips deve colocar as novas TVs à venda, inclusive no Brasil.

Vale a pena? Na verdade, só mesmo vendo o resultado, para se poder ter uma opinião mais precisa.

E não só isso: é preciso tempo para que o usuário possa “deixar cair a ficha”, pois não se muda de um padrão, mesmo widescreen, para o outro, sem deixar as pessoas se acostumarem com isso.

E eu faço esta afirmação por experiência própria: depois de anos com o padrão 16:9 já razoavelmente popularizado, não é incomum observar pessoas esticando a tela 4:3 para o formato 16:9, com visível distorção geométrica, e sem sequer se importarem com isso.

Se este raciocínio se aplicar às telas da nova geração, alguém pode imaginar o risco do alto grau de distorção alcançado?

Se não for o caso, então existe uma perspectiva de uma opção concreta na escolha de um formato de tela que atenda principalmente o cinéfilo ou o adepto dos home theaters.

3 Comments

    1. No último parágrafo eu disse:

      “…existe uma perspectiva de uma opção concreta na escolha de um formato de tela que atenda principalmente o cinéfilo ou o adepto dos home theaters.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.