Tecnologia

WhatsApp ou Telegram? Veja os prós e contras de cada um

Com o anúncio de que o WhatsApp seria bloqueado no Brasil, milhões de usuários correram para buscar um app alternativo.

O Telegram era um aplicativo de mensagens praticamente desconhecido até o WhatsApp Messenger começar a apresentar falhas recorrentes.

Possivelmente impulsionado também pela compra repentina do WhatsApp pelo Facebook, o app reapareceu nos celulares.

Mas, por que o Telegram foi o escolhido pelos usuários?

Veja o comparativo e confira se WhatsApp deve se preocupar com a concorrência.

Contatos

Tanto Telegram quanto WhatsApp alimentam a base de contatos do usuário da mesma forma, por meio do número do telefone móvel. Com isso, é necessário obter o número do celular da pessoa com quem se deseja conversar, o que dá certa privacidade e não requer conta de e-mail atrelada.

Por outro lado, não há uma base de usuários disposta online – ou você tem o número de alguém com os apps instalados ou não fala com ninguém. Além disso, os dois aplicativos permitem criação de grupos de contatos. Ou seja, empate.

WhatsApp ou Telegram? Veja os prós e contras de cada um

Multimídia

Este é o primeiro quesito em que o WhatsApp sai na frente. Com recursos de envio de fotos, vídeos, localização, contato e áudio (mensagem de voz), o aplicativo adquirido pelo Facebook é superior ao Telegram. Este último tem boas opções, mas ainda não oferece gravação de mensagens de voz.

Por outro lado, o concorrente do WhasApp tem uma maneira simples de acessar e de explorar arquivos e compartilhar qualquer coisa com um contato – incluindo todos arquivos armazenados no aparelho. Mas, vale lembrar que o destinatário só conseguirá abrir os itens se tiver o aplicativo próprio para isso, caso não sejam arquivos de vídeo, áudio ou imagem comuns (o Telegram só entrega o pacote). O aplicativo russo tem ainda uma opção que permite buscar imagens direto dos resultados do Google.

Emoticons

Nos emoticons há novo empate. WhatsApp e Telegram têm os mesmos tipos de ícones para usar, separados em cinco categorias. A vantagem, nesse caso, é que a migração entre os serviços não se torna abrupta, os emoticons que os usuários estão acostumados a usar estão disponíveis no outro.

Visual

O design dos aplicativos é praticamente o mesmo, por isso trata-se mais de uma questão de gosto pessoal. A diferença primordial está na paleta de cores. Enquanto WhatsApp usa tons de verde, Telegram opta pelo azul. No resto, a disposição dos botões e a interface geral é bastante semelhante. O curioso é que o azul torna o Telegram mais parecido com o Facebook, agora dono do WhatsApp.

Personalização

Isso mesmo, outro empate. O Telegram é tão parecido com o WhatsApp que até suas opções de personalização são as mesmas. Nas configurações é possível trocar o papel de parede usado nas conversas, escolhendo entre várias opções disponíveis dentro dos programas.

A única diferença entre os dois é no acesso aos wallpapers. Enquanto o WhatsApp exige o download de um app à parte, o Telegram integra as imagens em um só aplicativo. Em ambos os casos há como escolher também uma foto da galeria do smartphone.

Ligações

Nenhum dos apps faz ligações telefônicas ou VoIP para os contatos, mesmo que eles sejam cadastrados pelo número do celular. No entanto, vale lembrar que o WhatsApp já anunciou que as chamadas de voz serão incluídas, o que o colocará à frente do Telegram. Por enquanto, porém, ambos são equivalentes.

Custo

Inicialmente cobrado por download para usuários de iOS, o WhatsApp se tornou gratuito em todas as plataformas e passou a cobrar US$ 0,99 por ano por usuário após o período de degustação da plataforma. Depois da sua venda para o Facebook, Mark Zuckerberg tratou de enfatizar que nada mudará no serviço, garantindo que não oferecerá anúncios nem passará a cobrar mais.

Porém, o Telegram é um serviço completamente gratuito. Dito “não comercial”, o aplicativo funciona baseado em doações de usuários e, segundo seus criadores, será mantido assim para sempre – uma vantagem especial para quem não deseja desembolsar para trocar mensagens via Internet ou não tem um cartão de crédito para pagar pela assinatura do WhatsApp numa “app store”.

Plataformas

O WhatsApp tem versões para todo tipo de plataforma móvel, o que facilita a adesão de usuários. Porém, o Telegram é completamente baseado na nuvem, o que permite ter uma versão também para desktop.

Apesar de só haver versão oficial para Android e iOS, o Telegram tem outros vários apps não-oficiais, porém funcionais, para Windows, Mac e Linux. Existe versão até mesmo para Google Chrome, que permite usar o serviço também em Chromebooks.

Curiosidades

Apesar do WhatsApp permitir excluir as mensagens e mídias recebidas sem a opção de restaurá-las depois, no Telegram há como iniciar uma “conversa secreta”. Neste caso, a conversa não é salva na nuvem do Telegram e apenas só os usuários envolvidos terão acesso. Os chats secretos no celular são criptografados, marcados com um cadeado e pela cor verde, além do participante serem avisados ao abrir a conversa.

O Telegram garante que não mantém estes logs de mensagens armazenados.

Conclusão: Empate

A diferença é pequena e apesar do WhatsApp ser mais antigo, o Telegram possui ferramentas diferentes, que podem atrair mais o público. Mas, os recursos oferecidos por ambos os aplicativos praticamente se equivalem.

Se, por um lado, WhatsApp tem mais recursos de compartilhamento de arquivos e mensagem de voz (caminhando para as ligações), o Telegram funciona nativamente no desktop, dando mais opções de comunicação com os contatos.

Tirando esses pequenos detalhes, WhatsApp e Telegram são quase iguais e, talvez, tenha sido exatamente esse o motivo de tantos usuários terem migrado para o segundo nos últimos dias. Afinal, quanto menor a mudança melhor para pessoas que usam tanto esse tipo de serviço todos os dias.

O Telegram tem ainda ao seu lado um suposto sistema de criptografia que melhora a segurança dos dados. Segundo os criadores, o app é “à prova do governo russo” e outros curiosos que queiram interceptá-lo. Mas, ainda não há subsídios para que possamos avaliar sua real efetividade.

Enquanto isso, o WhatsApp continua a ser o mensageiro dominante devido a seus 450 milhões de usuários. No fim, por mais que sejam ferramentas semelhantes, migrar tanta gente de um serviço para outro pode demorar ou nunca acontecer – e foi exatamente por isso, entre outras qualidades, que o Facebook pagou R$ 16 bilhões pelo mensageiro online. O fato de todos estarem no WhatsApp, e não no Telegram, faz dele mais popular.

2 Comments

  1. Olá Eduardo, parabéns pelo conteúdo!
    Eu acredito que seja mais uma questão de gosto entre os aplicativos, os dois tem diversas vantagens. O que eu mais gosto no Telegram é a possibilidade das conversas secretas e das destruições de dados que você escolher, isso é uma das grandes vantagens sobre o Whatsaap.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.